Comparativa das Abordagens Terapêuticas Psiquiátricas
 

TABELA 1
Comparação TMS/EMT x ECT x Antidepressivos
 

TMS/EMT
ECT
Farmacoterapia
Efeitos adversos

 

  • Cefaleia leve

 

  • Riscos decorrentes da anestesia geral
  • Fraturas
  • Estado confusional
  • Dismnésia

 

  • Cefaleia
  • Hipotensão postural
  • Obstipação
  • Precipitação de glaucoma
  • Retenção urinária
  • Excitação / Sonolência
  • Agranulocitose
  • Disfunção erétil
  • Diminuição da libido
  • Sialosquiese / Cáries
  • Náusea, diarreia
  • Superdosagem acidental ou intencional

Início dos efeitos terapêuticos

 

  • 3 a 4 dias

 

  • 6 a 10 dias

 

  • 14 a 30 dias
Duração do tratamento

 

  • 12 dias
  • (total 10 aplicações, 1 aplicação diária e intervalo final de semana)

  • 20 a 30 dias
  • (8 a 12 aplicações, em dias intercalados)

  • Mínimo 210 dias
  • (6 a 8 meses de tratamento / sem limite máximo)

Características técnicas

 

  • Procedimentos com paciente acordado, não há necessidade de preparo e sem implicações após a aplicação

 

  • Necessidade de equipe de anestesista, enfermagem

 

  • Cuidado e preparo pré-anestésico

 

  • Recuperação pós-anestésica

 

  • Necessidade de acompanhamento médico ambulatorial constante para ajuste, revisão, manutenção e retirada do fármaco

Índice de resposta terapêutica – eficácia

 

  • 80 a 90%

 

  • 80 a 90%

 

  • 50 a 70%

 

 

TABELA 2
Categorias especiais de Pacientes

 

TMS/EMT
ECT
Farmacoterapia
Idosos
  • Ação rápida
  • Melhor resposta que os fármacos
  • Isento de riscos graves

  • Ação rápida
  • Melhor resposta que os fármacos
  • Riscos da anestesia geral
  • Riscos de fraturas

  • Ação demorada
  • Interação medicamentosa
  • Efeitos anticolinérgicos: possibilidade de delirium
  • Boca seca, retenção urinária, redução da motilidade gastrointestinal com refluxo esofageano e constipação, disfunção erétil, intolerância ao calor, visão turva e precipitação de glaucoma de ângulo fechado
  • Importante hipotensão Ortostática que pode predispor o idoso a quedas e a insuficiência vascular

Imunodeprimidos

  • Ação rápida
  • Melhor resposta que os fármacos
  • Isento de riscos graves

  • Ação rápida
  • Melhor resposta que os fármacos
  • Riscos da anestesia

  • Discrasia sanguínea
  • Interações medicamentosas
  • Toxicidade aumentada

Puérperas

  • Ação rápida
  • Não há necessidade de interrupção da amamentação

  • Ação rápida
  • Necessidade de interrupção da amamentação

  • Ação demorada – prejuízo à mãe e ao RN
  • Necessidade de interrupção da amamentação