Drogas

EMTr pode ajudar a aliviar sintomas de abstinência de metanfetaminas

Por Savannah Demko
 

A Estimulação Magnética Transcraniana repetitiva (EMTr) de alta frequência que visa o córtex pré-frontal dorsolateral esquerdo poderia facilitar a desintoxicação da metanfetamina, de acordo com pesquisa publicada na JAMA Psychiatry.
 

“Atualmente, ferramentas farmacêuticas limitadas estão disponíveis para a desintoxicação da metanfetamina; vitaminas, antidepressivos e antipsicóticos têm sido utilizados para melhorar os sintomas de abstinência nas práticas clínicas”, escreveu Ying Liang, PhD, da Escola de Ciências Sociais e Comportamentais da Universidade de Nanjing. “Não se sabe se a estimulação cerebral não invasiva poderia facilitar a desintoxicação durante o período de abstinência em humanos”.
 

Em um estudo duplo-cego, randomizado e paralelo, pesquisadores examinaram se o uso da estimulação magnética transcraniana repetitiva alta (10 Hz por 10 minutos) visando o córtex pré-frontal dorsolateral esquerdo freou os sintomas de abstinência em 48 homens com dependência de metanfetaminas. Eles foram alocados aleatoriamente para receber EMTr real ou falsa.
 

A intervenção durou 10 dias, com 2 dias de descanso após os 5 primeiros dias. Os investigadores mediram os sintomas de abstinência de metanfetamina, qualidade do sono, depressão e ansiedade após o tratamento.
 

Após 10 dias de tratamentos de EMTr, Liang e seus colegas observaram diminuições nos sintomas de abstinência, desejo, qualidade do sono e humor. Para todas essas medidas, os dados mostraram diferença significativa para tempo e, significativo no tempo x efeito de interação em grupo. Para os sintomas de abstinência, testes post hoc t com correção de Bonferroni, revelaram reduções significativas nos grupos real e simulado de EMTr.
 

Análises post hoc demonstraram reduções significativas na pontuação de desejo, dificuldades de sono e depressão entre os participantes no grupo real de EMTr, mas não para aqueles no grupo sham, após a aplicação da correção de Bonferroni para comparações múltiplas. Análises posteriores que utilizaram testes t de amostras pareadas também demonstraram que a ansiedade foi significativamente reduzida para o grupo de EMTr real, mas não para o grupo sham. Além disso, as deduções na pontuação de desejo estavam associadas à redução dos sintomas de abstinência, melhora no sono e diminuição da gravidade da ansiedade.
 

“Este estudo provou ainda que a EMTr atua como uma ferramenta prospectiva contra a síndrome de abstinência. Portanto, a aplicação de EMTr em pacientes em diferentes estágios de dependência pode ser ampliada”, concluíram Liang e seus colegas. “Mais estudos mecanísticos e de acompanhamento mais longo são necessários para elucidar os efeitos a longo prazo da EMTr no vício. O valor potencial do procedimento deve ser testado em grandes ensaios clínicos e para prevenir a recaída do vício”
 

Divulgação: Os autores não relataram divulgações financeiras relevantes.
Liang Y et al. JAMA Psiquiatria. 2018, doi: 10.1001 / jamapsychiatry.2018.2383
 

Tradução livre do texto original em inglês do site Healio.
Publicado em 12 de setembro de 2018.
 
 
 

Deixe um Comentário